Compartilhe

Bens do Brasil

Exposição
20 out
02 dez

Aberta no CRAB mostra com obras de artesanato consideradas patrimônio cultural do Brasil

 

A exposição Bens do Brasil: gente, saberes e tradições, promovida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceria com o Sebrae, foi inaugurada ontem no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro do Sebrae (CRAB), no Rio de Janeiro, em evento para convidados, com comida baiana e show de forró. A mostra reúne objetos e narrativas associadas a 11 bens culturais registrados pelo Iphan como patrimônio cultural do Brasil.

“Esta é uma mostra bastante significativa porque tem relação direta com o objetivo dessa parceria com o Sebrae, pois vemos nessa exibição também um suporte de comercialização desses bens imateriais, demonstrando as possibilidades de incremento à economia da cultura. Isso aumenta as condições de cidadania do artesão e da economia de sua região”, afirmou Deyvesson Gusmão, diretor de Patrimônio Imaterial do Iphan.

O diretor de Desenvolvimento do Sebrae Rio, Sergio Malta, celebrou a parceria com o Iphan para a realização da mostra. “O patrimônio cul-tural brasileiro é a maior riqueza deste país. Como somos um povo rico em tradição e valores, ele torna-se um legado que precisamos mostrar ao mundo. Com essa exposição, o CRAB reforça sua missão de levar ao público a potência de nossa cultura e da produção de artesanato do país”, disse.

Após a apresentação do grupo de forró Cassiano e Trio Beija Flor, o público visitou a exposição. Dos brinquedos de miriti que circulam em Belém (PA), durante o Círio de Nazaré, aos produtos comercializados na Feira de Caruaru (PB), a exposição proporciona um tour pelo Patrimônio Cultural da Amazônia ao Centro-Sul. A mostra reúne obras de moradores de comunidades, grupos e segmentos que mantêm

relação direta com a produção de bens culturais de natureza imaterial, como o Mamulengo, o Babau e o João Redondo, alguns dos nomes pelos quais é conhecido o Teatro de Bonecos Popular do Nordeste.

Ao promover os territórios e os saberes e práticas de comunidades tradicionais, a exposição Bens do Brasil também busca movimentar a economia criativa e fortalecer identidades culturais. Quem for ao evento, que é gratuito, ainda poderá conhecer as colchas e toalhas tecidas pelas artesãs da Renda Irlandesa de Divina Pastora (SE) e as cuias do Baixo Amazonas (PA), além de objetos associados à Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis (GO) e do Complexo Cultural Bumba Meu Boi do Maranhão.

 

Serviço:

Exposição: Bens do Brasil: gente, saberes e tradições

Data: 20 de outubro a 18 de novembro de 2023

Ingresso: Entrada gratuita (apresentação de documento com foto)

Local: CRAB Sebrae

Endereço: Praça Tiradentes, 69 – Centro, Rio de Janeiro (RJ)

 

Sobre o CRAB

O Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB), criado em março de 2016 em um prédio histórico da Praça Tiradentes, no Centro do Rio de Janeiro, realiza atividades que reforçam sua missão de promover o artesanato nacional e contribuir para qualificar a imagem dos produtos feitos à mão no Brasil. “O objetivo do CRAB é aumentar o valor de mercado dessa importante e linda arte popular, por meio do reposicionamento estratégico de sua cadeia produtiva”, explica o diretor de Desenvolvimento do Sebrae Rio, Sergio Malta.

Com uma rica programação de conteúdos e exposições, o CRAB celebra as manifestações culturais relacionadas ao artesanato, atraindo o público para o diálogo, sem perder a essência da Identidade Sebrae – agente estimulador do empreendedorismo por meio da competitividade e do desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios. Nesse sentido, o CRAB é uma ferramenta mercadológica importante para o aperfeiçoamento e capacitação do setor socioeconômico, dando visibilidade às identidades culturais de todo o território brasileiro.

Desde sua inauguração, o CRAB realizou 30 grandes exposições e mostras; reestruturou seu acervo e sua política de conservação e catalogação de peças; desenvolveu, captou e disseminou conteúdos estratégicos do artesanato; estabeleceu o Programa de Visitas Guiadas, o Programa Educativo e o Programa Ocupações (com mostras de artesanato de todo o país); além de ter participado de diversos eventos estratégicos que contribuíram para o seu posicionamento enquanto equipamento cultural que dissemina conhecimento e experiências inventivas.

Em suas galerias estão ou passaram importantes trabalhos de artesanato, revelando histórias, origens e territórios. Atualmente, abriga uma coleção de 1.700 itens de todos os tipos, que representam a expressão da cultura popular e da criatividade brasileiras. Entre as obras mais significativas estão cerâmicas de Zezinha do Vale de Jequitinhonha (MG), de João Borges (Teresina-PI), João das Alagoas (Capela-AL), Maria Sil (Capela-AL) e as esculturas em madeira de Abelardo dos Santos (Ilha do Ferro-PI).

 

 

A informação sobre esse evento é de total responsabilidade do organizador do evento.

Filtre um evento CRAB

Tipo do Evento
Modalidade
Estado
Valor