Artesanato no Paraná
O artesanato no estado do Paraná é bastante diversificado e ainda carrega traços da cultura indígena e europeia. Imigrantes alemães, poloneses, italianos e portugueses, que tinham suas atividades relacionadas a carpintaria, marcenaria, forja, moagem e olaria, implementaram novas técnicas e criaram novos produtos para gerar seu sustento. Já o artesanato indígena foi gerado para atender essencialmente as necessidades da tribo. A utilização das cores e a expressão dos movimentos também demonstram a importância que o índio dá à estética. A imigração europeia legou aos paranaenses as bonecas feitas em palha de milho, bordados, objetos em marchetaria, entalhe, palha de trigo e tecelagem.

 

Artesanato no Rio Grande do Sul
O artesanato gaúcho é representado pela cultura e hábitos do pampa. Entre os materiais empregados no trabalho artesanal está o couro bovino, usado principalmente para fabricar bainhas de faca, boleadeiras, arreios, botas, guaiacas, malas de garupa, assim como móveis caseiros. Destaca-se também a lã de ovelha, que é a base para confecções de cobertores, agasalhos, tapeçaria e decoração de ambientes. Também podemos destacar a cuia do chimarrão, bebida típica, elaborada a partir da fruta do porongueiro, o porongo.

 

Artesanato em Santa Catarina
A tradição alemã de atenção aos detalhes está muito presente no artesanato de Santa Catarina. Dos trabalhos surpreendentes, feitos por artistas e artesãos locais, se destacam a pintura Bauernmalerei, os Fensterbildern, a pintura em cascas de ovos e o artesanato em madeira, porcelanas, cristais, bordados e bonecos tipicamente vestidos.